Música em Suave Espera

Música para gestantes e seus companheiros.
Música para casais com bebés pequenos.

… para criar e contar histórias através de sons, músicas e palavras.

Música em Suave Espera

«…sem saber ouvir, nada se pode contar, e o que poderá fazer um que vai morrer sem uma história que possa contar e ouvir, ouvir e contar, uma história que possa partilhar, que o leve junto a outros num destino fazendo-os rir e chorar.»

Pedro Paixão, Boa Noite.

Visão Geral

Música para gestantes e seus companheiros.
Música para casais com bebés pequenos.

… para criar e contar histórias através de sons, músicas e palavras.

As origens

Durante a gestação do meu filho, a mãe dele cantava e eu a acompanhava ao acordeão. Fazíamos músicas variadas, mas cultivamos uma com carinho especial: Let It Grow.

Uma semana depois do nascimento do nosso pequeno, resolvemos cantar e tocar a canção que cultivamos, agora com o nosso pequeno fora da barriga.

Para mim, foi espantoso e impressionante ver a reação dele. Quando a música começou, ele ficou imóvel, a ouvir, como quem reconhece algo e aprecia. Só voltou a mexer-se no final da música. Pareceu-me que foi tomado por prazer, na mistura de algo acolhedor e já conhecido do mundo pré-natal com a surpresa da apreciação disso no seu mundo pós-nascimento.

Os laços afetivos e a cultura

Pelo facto que observei com meu pequeno e pelas escutas de pais e mães que faço desde 2013, percebo a força que os elementos culturais têm na criação e no estreitamento dos laços mãe-bebé e pai-bebé.

Esses são laços que favorecem o amor e o afeto, laços que facilitam as trocas, que auxiliam na perceção das emoções dos pequenos, laços que nos ajudam com as nossas próprias emoções nesse tempo de transformações e descobertas que é a gestação, o parto e o pós-parto.

Momentos de criação de histórias pessoais

Por meio dessas experiências, nasceram os encontros Música em Suave Espera: um espaço afetuoso e acolhedor para criar histórias através da música e dos sons.

São momentos de criação e cultivo musical para estreitar os laços pai-mãe-bebé, tanto na barriga (gestação) como nos primeiros meses fora da barriga (exterogestação).

Vamos juntos cultivar esses momentos que captam as músicas, as emoções e os sentimentos e fortalecem os laços pai-mãe-bebé.

O que faremos?

Música em Suave Espera são encontros de música para gestantes e para casais com bebés pequenos. A intenção é criar e contar histórias através de sons, músicas e palavras.

São encontros dedicados a mulheres e homens que estão em gestação ou que tenham bebés pequenos até 6 meses.

Faremos encontros semanais ou quinzenais, em formato híbrido (presencial e online).

Durante cada encontro, os objetivos são:

  • Ouvir músicas e criar um repertório afetivo;
  • Tecer, construir e criar narrativas pessoais através das emoções despertadas com as músicas;
  • Produzir palavras e silêncios invocados pela escuta de músicas sem palavras;
  • Praticar vocalizações que auxiliam no processo do parto;
  • Cultivar a produção de sons que favorecem os vínculos e o cuidado com a barriga, com o trabalho de parto, com o recém-nascido, com as cólicas, com o sono do bebé, com os desconfortos e com a felicidade do pequeno;
  • Cultivar ferramentas de Comunicação Não-Violenta;
  • Cultivar um ambiente acolhedor e com informações seguras sobre gestação, parto e criação de filhos.

Datas e Locais

Ama-te Espaço Terapêutico

Semanalmente ou Quinzenalmente.

Horário a combinar.

Inscrição e Contacto

Pedimos que preencha as informações abaixo.

Se preferir, pode contactar pelo (+351) 912 104 122 (Telemóvel/WhatsApp).

Quem conduz

Gilson Beck

Gilson Beck

É professor e usa a Psicanálise, a Comunicação Não-Violenta e a Disciplina Positiva como as principais ferramentas para as aulas e para a relação com os alunos.

Com o intuito de perceber melhor as variadas formas de relações humanas, estuda Psicanálise na Antena do Campo Freudiano (ACF-Portugal – AMP-NLS) e na Secção Clínica de Nantes (França – AMP). Seu primeiro contacto com a CNV foi nos cursos do Dominic Barter no Rio de Janeiro e depois com o Instituto CNV Brasil (Brasília).

É mestre em composição musical pela Universidade de Évora e sua tese explora uma técnica de composicional apoiada na teoria da Psicanálise de Jacques Lacan, principalmente na teoria do Nó Borromeano e do RSI. Como resultado, suas composições receberam o «Prêmio Funarte de Composição Clássica» por 3 vezes consecutivas.

Atualmente frequenta o Mestrado em Musicoterapia na Universidade Lusíada de Lisboa.

Além disso, é pai de um menino de 7 anos.

Para manter uma sistematização teórica que dá suporte às práticas, escreve sobre os temas da Nós Bobôs (nosbobos.pt/textos).

Textos de Apoio

Textos da Nós Bobôs relacionados com música para gestantes, paternidade e parentalidade: